Ir para página principal

Acolhida Solidária

ACOLHIDA SOLIDÁRIA DOM LUCIANO MENDES DE ALMEIDA APRESENTA PERSPECTIVAS PARA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA

 

Os últimos seis anos da vida do motorista Joel Loureiro, 45 anos, não foram nada fáceis. Ele integra a parcela da população desempregada no país. Um contingente de 12,5 milhões de brasileiros de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de novembro de 2018. Muitas dessas pessoas estão há anos sem conseguir um emprego com carteira assinada e vivem em condições precárias socialmente. Essa onda de desemprego o fez deixar para trás a família, principalmente dois filhos, de 8 e 16 anos, que moram em Vitória, no Espírito Santo.

 

Entre 2012 e 2017, Joel Loureiro morou nas ruas de Belo Horizonte, convivendo com ratos, baratas, escorpiões e outros insetos e aracnídeos. O pior mesmo foram os dias de chuva ininterrupta e frio intenso. Para driblar o mau tempo, ele foi apresentado ao crack por outras pessoas em situação de rua. “É uma droga demoníaca. Em pouco tempo, eu me afundei tanto que fiquei próximo do fundo do poço. Não via nenhuma perspectiva de vida e a cada dia me sentia mais fraco, sem reação”, diz.

 

No início do ano de 2018, a realidade começou a mudar depois que Joel conheceu o trabalho da Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida, do Vicariato Episcopal Para Ação Social e Política da Arquidiocese de Belo Horizonte, localizado no Bairro Lagoinha. A Acolhida Solidária é a porta de entrada para os variados serviços mantidos pela igreja destinados aos mais pobres e vulneráveis. Por meio dos serviços do Vicariato, Joel conseguiu uma vaga na República Professor Fábio Alves dos Santos, localizada no Bairro Carlos Prates, que acolhe pessoas em situação de rua. “Estou em processo de mudança, já tive recaídas, mas, com o apoio do pessoal da Acolhida Solidária, estou conseguindo ficar longe das drogas”, conta Joel, que está em abstinência há um ano e seis meses.

 

A Coordenadora de Projetos Eliene Gonçalves de Oliveira, responsável pelo acolhimento, explica que o trabalho é orientado por três diretrizes: escuta atenta da pessoa atendida, análise da real possibilidade de gerar transformação na vida de quem precisa de ajuda; e encaminhamentos à rede socioassistencial.“Nossa missão é prestar auxílio a pessoas vulneráveis que nos procuram diariamente”, esclarece Eliene Gonçalves de Oliveira. E devido à crise financeira este número tem aumentado.

 

A Acolhida Solidária fornece material de higiene pessoal, roupas, agasalhos e cobertores para os necessitados. Os interessados em fazer doações podem levá-las pessoalmente na sede da Acolhida Solidária no Bairro Lagoinha ou fazer contato pelo telefone 3422.7141.

 

Outro braço importante da Acolhida Solidária é a orientação jurídica aos familiares de presos e egressos do sistema prisional. Os atendimentos são voltados às pessoas carentes, sem esclarecimentos e atendidos pelas defensorias públicas do Estado. “É sabido que, com o alto número de demandas, os defensores não têm como dar informações minuciosas das ações judiciais. Por isso, com esse atendimento, procurarmos esclarecer a situação atual dos encarcerados e orientamos os familiares acerca das providências a serem tomadas ao longo do cumprimento da pena ou da ação”, elucida a Coordenadora de Projetos Cirlene Ferreira, responsável pelos atendimentos.

 

As informações são dadas passo a passo à medida que se avança a ação,  e os familiares ficam cientes de todo o processo. Os objetivos são garantir o acesso a direitos e serviços básicos e apresentar os desafios vivenciados pelos egressos na retomada de liberdade. O setor também apura demandas de violação de direitos humanos nas unidades prisionais e violações de direito institucional. Os planos para o próximo ano compreendem o envolvimento da sociedade e do poder público para o fortalecimento de políticas de proteção social com foco na prevenção.

 

Entre os meses de janeiro e agosto de 2018 foram realizados, no total, 7.325 atendimentos na Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida.