Ir para página principal

PASTORAL CARCERÁRIA: Visita da Coordenação Nacional para a Questão da Mulher presa

Na manhã do dia 05 de novembro, Rosilda Rodrigues Salomão, coordenadora Nacional para a Questão da Mulher presa da Pastoral Carcerária juntamente com Ana Lúcia de Souza, Comissão Regional Leste II, Martha Maria de Miranda, Pastoral Carcerária – PIEP e Assis Francisco Ribeiro, coordenador arquidiocesano da Pastoral Carcerária visitaram o Vicariato Episcopal para a Ação Social e Política. Padre Júlio Cesar, vigário episcopal, recebeu o grupo e explicou sobre o Vicariato Social sua missão, atuação e seus projetos.
 
O objetivo do encontro foi proporcionar um diálogo sobre o encarceramento feminino. O Brasil possui a quinta maior população feminina encarcerada do mundo, e ela cresce vertiginosamente. Essa realidade reafirma a orientação punitivista do sistema penal. Revela, sobretudo, a reprodução das desigualdades e opressões de gênero, e precariza ainda mais as condições de sobrevivência das mulheres presas.
 
O entendimento do Vicariato Social e da Pastoral Carcerária é que a superação do encarceramento em massa caminha junto com a superação em relação ao machismo, ao patriarcalismo, à homofobia e à LGBTfobia. A luta antipunitivista é também uma luta contra as opressões de gênero.